Entrevista de Miguel Santos ao jornal Contacto Luxemburger Wort

No passado dia 21 de Julho de 2021, a jornalista Regina Nogueira Fernandes entrevistou, entre outros, Miguel Santos, do Macanudos, que falou sobre a importância das radiocomunicações no sobrevivencialismo e movimento Prepper.

Vamos aqui publicar as palavras do Miguel Santos, Mike05, publicadas na referida entrevista, apesar de, evidentemente, a entrevista ter sido mais longa e mais pormenorizada.

Assim, pode-se ler, no artigo “Os portugueses que se preparam para sobreviver a uma grande catástrofeno referido jornal Contacto Luxemburger Wort:

«Há quem vá mais longe. Miguel Santos, dono de uma empresa na área da energia solar offgrid – ou seja, que não necessita estar conectada à rede elétrica nacional – vive completamente independente do sistema. Para além de um abastecimento elétrico autossuficiente, o empresário tem ainda o seu próprio abastecimento de água e sistema de telecomunicações, que considera fundamentais.

“Nos incêndios em Pedrogão, grande parte das casas ardeu não porque não tivessem água, mas porque não conseguiram tirar água do poço”, explica Miguel, “Não é que não tivessem bombas, mangueiras e água, mas o sistema era elétrico e não tinham luz”. Todos os preppers dever-se-iam preparar para eventuais falhas no abastecimento de água, energia ou telecomunicações, mas a maioria está mais preocupada com “facas e navalhas”, diz Miguel.

Radio amadorista por paixão, acredita os rádios são fundamentais caso de catástrofe. Para divulgar informação sobre este meio de comunicação, criou o portal Macanudos, emitido em Banda do Cidadão (CB). Em Portugal, a CB é de utilização livre desde 2017 e qualquer pessoa que seja detentor de um radio pode operar, sem necessidade de qualquer autorização, as faixas de frequências 26.965 a 27.410MHz nas bandas AM e FM.

No primeiro encontro prepper em Portugal, no verão de 2019, foram lançados o boletim informativo e o plano 3-3-3, à semelhança do que acontece nos EUA e outros países da Europa, desenhados para comunicações em caso de emergência. A emissão do Plano 3-3-3 realiza-se a cada 3 horas na banda do cidadão no canal 3 em AM, na área da grande Lisboa.

“É a melhor forma de interajuda em caso de falha da rede telefónica (…) e resulta na existência de um canal de comunicação onde possa pedir ajuda, treinar atividades e participar em eventos e ativações. Também permite obter noticias e informações assim como a preparação para uma eventual emergência pessoal, nacional ou internacional”, pode ler-se no site.

Todos os sábados, Miguel e os macanudos organizam um treino de preparação para o plano 3-3-3. “É para informar e treinar as pessoas para este plano e para que numa emergência se lembrem e liguem o rádio no canal 3. Tentamos incutir isso nas pessoas, uma vez que um dia isso pode salvar-lhes a vida”, explica Miguel.»

Rádio CB com painel solar e bateria

Este artigo pode ser lido na íntegra seguindo o link colocado no nome do mesmo.

Foram intervenientes neste artigo outros Preppers mas salientamos aqui a parte relativa ao Miguel Santos e ao Macanudos, Plano 333 por, evidentemente, ser esse o tema deste site.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *