Agradecimento do Macanudos a Quero Emigrar, Participação no directo

No passado dia 11 de Julho, Miguel Santos, Mike05, CT1DYT, partilhando a sua enorme experiência, com o seu discurso fluido e forma sempre bem disposta e acessível de comunicar, em representação do Macanudos, esteve num directo muito participado, organizado e a convite de QueroEmigrar / Alfredo Rodrigues onde se tentou explicar o que são comunicações via rádio, para quem não faz a mínima ideia do que se trata, nem quais os diversos tipos e equipamentos existentes, suas vantagens e desvantagens.

Este assunto daria “pano para mangas” e seriam necessárias muitas e muitas horas para o explicar, e até mesmo dar exemplos mais concretos, mas tentou dar-se uma ideia geral, e apenas isso, do que são e quais as melhores opções para comunicações em caso de emergência.

O tema “Já pensaram que se acontecer um desastre de grandes dimensões, ficaremos sem forma de comunicar com os nossos familiares e amigos?” levou a QueroEmigrar a contactar e convidar o Miguel Santos a explicar como pode o cidadão comum, leigo em comunicações rádio, preparar-se para uma situação deste tipo. Quer este desastre se trate dum desastre local, nacional ou mesmo, pessoal em que a pessoa se encontra afastada da família de quem pretende desesperadamente ter notícias, a verdade é que todos nós deveríamos ter um meio para contactar e ser contactado, num qualquer cenário de desastre ou emergência, sobretudo se, do mesmo, resultar a total falência dos usuais meios de comunicação (telefones, telemóveis, Internet, etc) ou nos encontrarmos num local onde tais meios não existam de todo. Os cenários podem ser tantos que é impossível enumerá-los. Daí costumarmos dizer que “devemos estar preparados para o pior e esperar o melhor“, frase muito usada e sempre presente, em determinadas comunidades.

Da “simples” emergência de não saber do seu filho que ainda não chegou da escola e já deveria ter chegado porque se distraiu a jogar à bola com os amigos, às emergências maiores como tremores de terra, incêndios, etc., as hipóteses são, efectivamente muitas e possíveis, cada vez mais, de acontecerem.

Veja-se, por exemplo, o que aconteceu nos incêndios de Pedrogão em 2017, onde todas as comunicações falharam, quer privadas, quer mesmo as de organizações oficiais de emergência que usavam meios “terrestres”. Da descoordenação surgiu o pânico, o caos, muitos feridos e infelizmente, muitas mortes.

Não iremos neste artigo falar de radiocomunicações, nem sugerir o que existe no mercado, já que tudo isso daria não um, mas uma série de artigos diferentes, alguns que até já foram publicados, mas também porque isso foi falado e explicado, resumidamente, no directo da QueroEmigrar que pode ser visualizado na página de Facebook de Quero Emigrar.

Alfredo Rodrigues e Miguel Santos

Queremos, isso sim, agradecer à QueroEmigrar na pessoa de Alfredo Rodrigues o convite que nos fizeram, o tempo de antena proporcionado para divulgarmos as radiocomunicações e, com isso, não só conseguir que mais pessoas se preparem para uma eventualidade que pode acontecer (e irá, infelizmente, acontecer a alguns de nós) mas, também, trazer mais pessoas a se apaixonarem por este que é o nosso “hobbie“.

Explicámos a nossa razão de existir e o nosso Plano 333 que existe precisamente para ser usado em caso de emergência mas, para que resulte, é necessário que mais pessoas tenham rádios e, sobretudo, os saibam usar.

Ser Macanudo significa usar um rádio, ter por hobbie as radiocomunicações, mas também, e principalmente, significa amigo, companheiro, colega. Aliás, a palavra existe nos dicionários e enciclopédias com esse significado, e só depois foi adoptado pelo Brasil e, mais tarde, Portugal, com o significado que tem no mundo das radiocomunicações, onde a língua portuguesa é usada.

O Macanudos, encontra-se à disposição para ajudar, todos os que se queiram iniciar neste mundo das radiocomunicações, bem como todos os seus simpatizantes terão certamente, todo o gosto em ajudar.
Para isso criámos diversos locais onde podem entrar em contacto connosco e com outros rádio operadores, quer em tempo real, sempre que possível, quer onde podem deixar qualquer questão que será, certamente, respondida por qualquer utilizador de rádio e/ou por um de nós.

Assim, podem encontrar-nos no Zello, no Telegram, no Grupo de Facebook e Página Macanudos ,e aqui neste website através de formulário de contacto ou pelo email secretaria@macanudos.org

Tudo isto pode encontrar clicando directamente nos links acima ou na barra negra no topo do site, encontram o Menu “social”, com sub-menus e outros menus onde podem encontrar muita informação e artigos já publicados. Poderão encontrar artigos técnicos e outros, listagens de locais onde poderão adquirir equipamentos, etc.

O registo no nosso site não é obrigatório para consulta dos textos, listagens, livros, mapas, e artigos publicados, no entanto aconselhamos a que o façam porque existem áreas reservadas (gratuitas) a utilizadores registados. Tudo o que publicamos é totalmente gratuito para todos, mesmo as áreas reservadas ou que carecem de registo.

Usem e abusem desses meios, e coloquem as vossas perguntas, não se acanhem porque todos nós já estivemos onde vocês estão hoje. Tal como disse o Miguel Santos durante o directo “não há más perguntas, todas as perguntas são válidas“.

Esperamos encontrar-vos nos diversos meios que colocamos ao vosso dispor, e muito em breve, via rádio!