Quem é a Vénus?

Quem é a Vénus?

A Vénus é uma assistente virtual criada para ter a capacidade de conversar em linguagem natural portuguesa, facilitar o acesso a informação e realizar automatismos. Foi desenvolvida para esclarecer e informar sobre conteúdos, ser uma companheira, realizar pesquisas, fazer telefonemas, agendar eventos, calcular, automatizar processos, comandar circuitos electrónicos ou robôs. A sua compilação linguística em Português tem mais de 60 milhares de entradas.

 

Como é a que a Vénus tem Voz?

O sistema que gera a resposta e usa em parte inteligência artifical envia o resultado para o google cloud onde é processado o audio. Desta forma a Vénus passa a ter a voz que tem sido ouvida nos boletins e actividades desenvolvidas pelos Macanudos.

 

Posso falar para a Vénus em vez de escrever?

Sim, usando o reconhecimento de voz no seu dispositivo as suas frases são ditigalizadas para texto que é enviado para o sistema da Vénus.

 

Onde posso encontrar a Vénus?

A assistente está disponível através de um site próprio, com versão de audio mas pode ser acedida de diversas formas mais ou menos rústicas. Se for ao canal de IRC dos macanudos na rede da Futuragora pode falar com ela em privado, mas também no canal #macanudos. Também na PTnet o nick Venusa responde com a inteligência e capacidade de raciocínio da Vénus.

 

Porque é que a Vénus aparece e é relevante para os projectos do Macanudos?

O boletim informativo recolhe diversas informações de um programa que passa o tempo a pesquisar a internet e a recolher dados ou informações. Estamos a falar de notícias, de dados de sensores, de automações domóticas ou conhecimento genérico tirado, por exemplo, da wikipédia. O boletim na verdade socorre-se do sistema da Vénus para criar o audio final uma vez que muitos dos seus dados são recolhidos em tempo real por essa ferramenta.

 

Como colaborar e ajudar a melhorar a Vénus?

Seja para adicionar entradas ou rever respostas, deverá instruir-se nas plataformas do projecto: venus

reset

Experiência em CB e Arduino. Participativo e dedicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *